04/11/2013

Over Again: Capítulo 5

O Menino chamado Erick.

Mas todos os dias ela vive um sonho despedaçado. Fazendo sua própria realidade. - Beautiful Life/Union J.

SeuNome Pov's on.


Pai: Bom dia! –dizia me acordando com um grande sorriso, o que esse cara estava fazendo acordada a essa hora da manhã, receio que seja umas 4, ou 3... merda, tem o fuso horário! Ahhh, não vou me acostumar com isso.-
Eu: Bom dia, que horas são?
Pai: 10 horas!
Eu: Oi?
Pai: É –ele riu– Vamos sair, vamos te matricular na escola daqui.
Eu: Escola? O que?
Pai: Pensou que iria ficar sem estudar? Claro que não, vamos logo.
Eu: Ai pai, qual é. Que escola?
Pai: London High School.
Eu: Pai, só pelo nome já vi que essa escola deve ser mega cara.
Pai: Não sou eu que estou pagando, é o meu chefe. Ele conseguiu uma bolsa pra você.
Eu: Como ele consegue tantas coisas?
Pai: Sem perguntas, vamos logo, o táxi daqui a pouco chega.
Eu: Ok –o olhei com cara de aff e corri para o banheiro tomar banho.-

Coloquei uma roupinha simples, estava frio, sempre esta frio em Londres. Mas era um frio gostoso, um frio que me agradava. Porém eu só sentia frio nos braços, então coloquei essa roupa fui até a cozinha e meu pai estava sentado lendo o jornal, que ele trouxe do Brasil.

Eu: Pera, aqui vende jornal do Brasil? O que? –perguntei sem entender-
Pai: Não, eu trouxe do Brasil. Tenho que me acostumar com os jornais daqui são estranhos, eles entregam em casa. Ainda não me acostumei com isso.
Eu: Pai –eu ri– Sempre foi assim, você não vê filmes não?
Pai: Mas eu não pensei que fosse tudo tão real.
Eu: O povo daqui é tudo certinho, você tem que estar no lugar certo na hora certa, com isso certo e blá blá blá, besteiras.
Pai: Então, vamos?
Eu: Uhum!
Fiz meu pai descer as escadas porque não queria descer de elevador, mas o que? Eu ia ter que me acostumar mesmo, enfim, descemos e o táxi estava nos esperando do outro lado da rua, me deparei com a casa de ontem e vi uma menina entrando em uma limusine, linda. Que sonho!
Pai: Ei... –me chamou-
Eu: Oi?!
Pai: Vamos? –ele riu-
Eu: Aham. –entrei no táxi e fomos rumo a nova escola. Chegando lá, eu entrei com o meu pai e tinha um pessoalzinho do lado de fora conversando, com as suas devidas panelinhas.
- Bom dia, meu nome é NomePai e eu vim matricular a minha filha.
- Bom dia –a moça de olhos claros respondeu o meu pai com toda simpatia do mundo.– Desculpe, mas isso é só com a diretora, e ela esta ocupada no momento cuidando de uma aluna, será que o senhor pode esperar?
Pai: Sim, é claro.
Secretaria: Ok, vou te levar até lá, espera um segundo. – ela anotou algo no caderno dela e nos levou até a sala da parte de fora da diretora e ficamos sentados esperando.-
Secretaria: É só esperar aqui, que ela já aparece!
Pai: Ok, muito obrigada –meu pai respondeu-
Ficamos um tempinho sentados, quando escutamos um grito.
- AH MAIS EU ODEIO ESSA ESCOLA! SÓ TEM GENTE DE CLASSE BAIXA, QUANDO VAI ENTRAR PESSOAS MELHORES? ME DIZ?!
- Megan, olha esse tom com a diretora! –um homem dizia tentando engrossar a sua voz-
- Megan, você sabe que a culpa foi toda sua! –uma mulher dizia com autoridade-
- Mas, ela que me provocou, aquela lesada!
- Megan!
- Arghhh!
- Me desculpe, diretora Parker, Megan não dará mais trabalho. Não é? –o homem fez uma pergunta retórica a “Megan”-
- Ok, papai. –a menina respondeu-
- Desculpe o transtorno!
- Já estou acostumada. Megan, pode voltar a sua sala, sua aula vai começar daqui a 10 minutos. –a diretora dizia-
A menina saiu pela porta irada, eu a olhei ela me olhou e me lançou um olhar meio mortal.
- O que você ta olhando garota? –ela perguntou-
Eu: O que? Eu? Na-nada! –a menina jogou os cabelos pra trás e saiu andando como se fosse a Beyoncé, tipo assim, oi??? Quem ela pensa que é?-
Pai: SEUNOME?
Eu: O queeeeee?
Pai: Estou te chamando há meia hora, vamos entrar a diretora está nos esperando! –meu pai dizia apressado-
Eu: Ata, desculpa –eu ri e nós entramos na sala da diretora.-
- Bom dia –eu e meu pai dissemos-
- Bom dia –ela sorriu- Meu nome é Sarah, Sarah Parker muito prazer.
Pai: Sou NomePai, prazer Sarah. Bem, eu vim matricular a milha filha, mas ela já tinha uma bolsa garantida aqui, pelo meu chefe o Paulo Abreu.
Sarah: Ah sim, sei. SeuNome não é?
Eu: Aham.
Sarah: Bem, só precisamos da certidão de nascimento dela e outras informações, nada demais para cadastrá-la aqui e tudo ficar direitinho. Ok?
Pai: Certo!
Eles ficaram conversando por mais alguns minutos quando um menino entrou na sala, óculos de nerd, cabelo jogadinho, um suéter e uma calça jeans normal.
Sarah: Erick, ainda bem que chegou a tempo. Esses são NomePai e SeuNome, a SeuNome vai estudar aqui, acabou de se matricular. Será que você não podia... mostrar o colégio pra ela? –meu coração disparou, aqui eles são todos fofinhos, eles mostram o colégio mesmo para as pessoas e tudo mais, eu apenas sorri para ele.-
Erick: É claro, pode vir –ele sorriu e abriu a porta pra eu sair-
Eu: Já volto pai!
Pai: Ok filha. –meu pai disse-

Nós saímos e ele me levou a cada cantinho que tinha na escola e era tudo lindo, por mais que seja uma escola, era tudo muito legal, estranho isso não? Tinha vários clubes e o Erick foi um fofo comigo, ele era super legal.
Eu: Quem são eles?
Erick: Ah não... vamos embora. –Erick pegou minha mão me puxando-
Eu: O que? Porque Erick?
Erick: É sério, vamos... por favor?
Eu: Mas o q... tudo bem... –eu apenas sorri e vi decepção em seu olhar, quando eu escuto uma pessoa chamar o nome dele-
Erick: Ai não... –inspirou-
- Olha o que temos aqui... o nerd está amostrando o colégio pra novata, é? –A menina que tinha saído da sala de Sarah com raiva, falava, Megan acho que era seu nome, e ao lado estava seu namorado e seus amigos-
Erick: Me deixa em paz, Megan!
Megan: Own tadinho do bebê, quer mamãe quer? –todos riram-
Eu: Ou, deixa ele em paz. –eu me interferi na conversa não gostando nada do jeito eu ela falou com o Erick-
Erick: Não SeuNome, deixa eles... Vamos!
Eu: Como assim Erick? Você precisa se defender!
Megan: Viu, até sua amiguinha novata sabe que você precisa da ajuda dos outros para se defender!
Eu: EI! Eu não disse isso. -olhei pro Erick-
Erick: Muito Obrigado viu, SeuNome? –Erick me olhou e disse isso me fazendo sentir culpada, mas eu só estava querendo ajudar, mas o que? Que povo doido! Erick saiu andando me deixando pra trás.-
Eu: PERAI ERICK! Calma mano... –eu gritei– Deixa de ser idiota, cara de macaco! –Eu sai correndo atrás de Erick enquanto Megan ficava boquiaberta com os seus amigos atrás tudo fazendo “wooooooool”-
- Como ela acha que pode falar assim com você, Megan? –Alicia, uma de suas amigas dizia indignada.
Megan: Isso não vai ficar assim, a novata já esta achando que pode com todos? Pois está muito, muito enganada! Vamos ver como vai ser o primeiro dia de aula dela, amanhã... Ela arranjou a pior inimiga que ela poderia querer!

***

Procurei Erick por todos os cantos daquela escola, até as parte que ele nem tinha me mostrado e nada, deduzi então que ele tivesse ido pra casa. Mas porque isso tudo? Porque ela implica tanto com ele? O Erick me parece ser uma pessoa tão boa, me parece não, ele era. E isso o machucava que eu sei, bem... Estou procurando respostas para as perguntas que não são nem minhas. Mas eu tinha e tenho que ajudar ele de algum jeito... Já sei, ele deve estar na sala da diretora! Foi o único lugar que eu ainda não estive... Sai correndo pelos corredores em busca de achar o Erick lá, e quando entrei... Somente meu pai e a Sarah.
Eu: O Erick, não ta aqui? –eu perguntei ofegante olhando pra todos os lados a procura dele-
Sarah: Não! Mas ele não saiu com você? –perguntou curiosa-
Eu: Sim, ele me amostrou todos os lugares, foi um fofo... Mas depois...
Sarah: Megan?
Eu: É... acho que esse é o nome dela. Como... você sabe? –perguntei confusa-
Sarah: Eles são irmãos!
Eu: O QUE? COMO UMA CRIATURA TÃO DOCE COMO ELE PODE SER IRMÃO DE UMA CRIATURA TÃO LIMONAJA COMO ELA?
Pai: Limonaja? –perguntou com um sorriso sapeca no rosto-
Eu: Pai, enfim...
Sarah: Calma SeuNome –sorriu– Eles são meio irmãos. A mãe do Erick se casou com o pai da Megan, e ela o odeia por isso. Ela ainda acha que possa ter algo entre os seus pais, mas não vai ter, ele gosta mesmo da mãe do Erick e já marcaram o casamento.
Eu: Nossa meu, que história! Cara, que isso... mas a culpa não é nem dele –afirmei– Será por isso esse comportamento dela tão... tão...
Sarah: Arrogante? Mimada? Dona de tudo? Melhor eu me calar, não posso falar essas coisas, sou a diretora. Mas é por isso que ela é assim, sempre foi mimadinha. Mas agora, está pior. 
Eu: Coitado do Erick...
Sarah: O que ela fez com ele?
Eu: Agressão verbal? –eu afirmei meio que perguntando, sabe? Essas perguntas retóricas e tudo mais.-
Sarah: Precisamos dar um jeito nessa menina, inacreditável.
Pai: Bem, nós precisamos ir agora. 
Sarah: Ah sim, claro... Muito obrigado, viu? E até amanhã SeuNome! –ela me olhou e sorriu-
Eu: Ok... é, diretora? Se você vir o Erick, pede desculpas pra ele por mim?
Sarah: Desculpas? –ela fez careta-
Eu: Sim!
Sarah: Ok então, passar bem, os dois.
Eu: Obrigado!

Eu e meu pai saímos da sala dela e ele ficou me fazendo milhares de perguntas que eu fiquei morrendo de vontade de não responder, mas foi impossível! Depois disso nós saímos para tomar café, que nós não tínhamos tomado e fomos para a lanchonete mais perto.

Fiquei encarando meu milkshake uns 10 minutos e meu pai reparou.
Pai: Filha, o que foi?
Eu: Oi?
Pai: O que você tem? Porque ta assim?
Eu: Ah pai, é tudo novo né. Em um piscar de olhos minha vida virou de ponta a cabeça. –eu disse triste e meu pai chegou ao meu lado e me abraçou tentando me confortar-
Pai: Eu sei filha, mas a nossa vida agora é aqui.
Eu: Eu sei, preciso me acostumar com isso..
Pai: Ah, nós precisamos fazer compras, de comida. Porque eu não sei.
Eu: Pai, como você muda completamente de assunto?
Pai: É que eu esqueci, se não vamos ficar com fome. –ele levantou pegando o Paletó e deixando o dinheiro em cima da mesa e avisou a garçonete e saiu andando-
Eu: PAI?! –gritei vendo ele sair e me deixar pra trás, corri até ele– Ta doido, homem? Como você sai assim?
Pai: Disse que tínhamos que fazer compras, vamos. 
Eu: Pai, como vamos levar todas as compras?
Pai: De taxi? -Nós fomos andando e rapidamente chegamos ao mercado central, entramos no mercado e meu pai pegou o carrinho, começamos pela parte de utensílios domésticos, depois indo para a parte higiênica, chegando até as comidas quando eu olhei de relance e vi o Erick saindo do mercado.
Eu: ERICK?
Pai: Que? Quem é Erick? –perguntou olhando para os lados-
Eu: Eu já volto!
Pai: O QUE? SEUNOME? NÃO ME DEIXA AQUI! –gritou e todos pararam para o olhar e ele ficou sem saber o que fazer.-
Eu: Erick? –eu corri tentando alcança-lo e ele parou e me olhou-
Erick: SeuNome? O que.. você quer? –ele perguntou me olhando-
Eu: Eu... queria... –eu falava ofegante tentando ganhar oxigênio– te pedir... desculpas! –inspirei –Eu não sabia que vocês eram irmãos e...
Erick: Meio irmãos... –ele me corrigiu-
Eu: Eu sei, me desculpa. Mas Erick, você precisa aprender a se defender, ela não pode fazer isso com você.
Erick: Ela pode fazer o que ela quiser SeuNome você não tem noção do que a Megan é capaz.
Eu: Mas não é por isso que você não precisa saber se defender meu.
Erick: SeuNome para e pensa! Você não conhece nada aqui e nem ninguém, além de mim. Fica na encolha e não provoca ela, por favor. Eu só te peço isso...
Eu: Ta bem...
Erick: Obrigado. Agora, eu preciso ir... estou um pouco atrasado.
Eu: Tudo bem, vai lá... Até amanhã!
Erick: Até... – ele me abraçou e me deu um beijo na bochecha, gente o pessoal daqui é tudo educado, meu senhor e além de ser educado ele era um pedaço de mal caminho né. Para SeuNome, para de pensar essas coisas, oshe! –Ai meu Deus, meu pai!– sai correndo feito uma louca e quando cheguei ele já estava no caixa me olhando com um olhar mortal eu apenas sorri e peguei as bolsas, enquanto o táxi nos esperava lá fora.

Colocamos tudo no táxi e fomos seguindo para casa, tinha bolsa até na parte da frente do motorista, meu Deus, meu pai comprou o mercado inteiro, é isso?


SeuNome Pov's off.


        

Hey amorzinhos, como estão?
Me desculpem a super demora pra postar.
Tive uns probleminhas, eu ia postar hoje de tarde...
Mas eu lembrei do trabalho que eu tinha que fazer! Hahahaha
Espero que gostem e o Erick é um fofinho.
Xx Alê

8 comentários:

  1. Hei,é impressionante o seu talento,ta linda continua!
    XxxGabs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda!! Obrigado meu anjo, haha. Vou continuar :)
      Xx Alê

      Excluir
  2. Poderia divulgar meu blog novo em sua próxima postagem?
    Obrigada!
    http://condas-da-1d.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Continuaa, vc é di+!!!!!!
    Com amor, Jane-xx.
    http://diario-de-uma-directione.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continuei princesinha!
      Espero que goste.
      Xx Alê

      Excluir

Oii cenourinhas!
Sejam bem-vindas (:
O comentário de vocês são importantes para nos.
Então comenta princesa ;3